Quem é Lívio Giosa ?
Açoes Profissionais Especificas
Entidades
Artigos
Livros
   
Artigos
A responsabilidade social das empresas.


Num mundo no qual os efeitos da globalização mostram os limites cada vez mais estreitos para a ação do Estado, as empresas estão assumindo crescentes responsabilidades sociais, que extrapolam largamente o âmbito estrito dos negócios. É preciso haver uma sintonia com os novos tempos e abrir uma frente diferenciada de atuação para mostrar à sociedade a dimensão desta mudança e colocar em destaque as empresas que praticam a cidadania de forma exemplar.

É patente a deterioração da qualidade de vida em nosso país, principalmente nos grandes centros, onde a riqueza material de poucos contrasta coma pobreza, cada dia mais crescente, de muitos. Não se pode eximir o Estado da responsabilidade de administrar essa situação de desequilíbrio social, que tem reflexos sobre toda a comunidade. Entretanto, se a sociedade insistir em esperar que a solução dos graves problemas que viemos enfrentando fique na dependência exclusiva dos governantes, certamente muitas gerações irão, ainda, amargar os reflexos desse processo de deterioração, traduzindo violência, insegurança, baixa qualidade de ensino, de saneamento básico, saúde, transporte, etc.

Diante desse quadro. Alguns empresários, conscientes de suas responsabilidades sociais, vêm desenvolvendo programas que visam a amenizar essa situação e propiciar uma condição de vida melhor aos assistidos.

Esses programas têm grande amplitude, indo desde melhores condições de trabalho oferecidas até a manutenção

de centros de ajuda a necessitados, através de oferta de ensino gratuito, assistência social a familiares de trabalhadores, manutenção de programas de aperfeiçoamento contínuo e muitos outros mais.

Cabe ao Estado reconhecer a parceria e apoiar iniciativas como essa que, havendo consciência do sentido de cidadania, possam ampliar a ajuda e servir de exemplo a outros.

Ao legislador atento, que tem por obrigação encaminhar propostas de soluções para os problemas sociais, compete acompanhar as ações e lutar para que se ampliem.

É preciso haver um processo de mudanças que atinja a sociedade como um todo para a resolução desses problemas sociais. Àqueles que defendem a opinião de que essas ações têm apenas a dimensão equivalente a uma gota de água nos oceanos e que, portanto, não irão resolver o problema maior, podemos afirmar que são muitos os exemplos de grandes males que afligiram a sociedade mundial e que hoje estão solucionados graças "ao idealismo, à persistência, ao trabalho e à fé" de pequenos grupos ou, até mesmo, de uma única pessoa.

Estado e sociedade organizada, interagindo de forma pró-ativa, podernao agilizar em muito a soluçnao de nossos problemas sociais.


glm@liviogiosa.com.br - Rua Groenlândia , 78 - Jardins - São Paulo - SP - CEP : 01434-000 - tel/fax : 11 3887-8485