Quem é Lívio Giosa ?
Açoes Profissionais Especificas
Entidades
Artigos
Livros
   
Artigos
A AÇÃO SOCIAL GERA TRANSFORMAÇÃO


A ação social no Brasil ganha novos contornos e a perspectiva de que os preceitos básicos da cidadania deixarão as letras frias dos discursos ineptos, ganhando as ruas, já são hoje alento e motivo de comemoração. E a transformação se dá com o voluntariado de novos atores que assumem a condução do processo. Entram na empreitada as empresas, com sua competência, motivação e consciência das dimensões do problema a solucionar. Juntam-se, natural e inexoravelmente, neste cenário ao poder público, que teve sua oportunidade e não atendeu as expectativas satisfatoriamente, mais por incompetênca e aptidão do que por outras razões.

Quando levamos à ADVB (Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil), há pouco mais de 2 anos, a sugestão para criarmos uma forma de destacar as empresas empenhadas em desenvolver ações de Responsabilidade Social, nossos questionamentos giraram em torno da dificuldade em encontrá-las, tão reduzido parecia seu número. Mas, em 1999, realizamos o primeiro prêmio TOP SOCIAL e distribuimos 26 diplomas e troféus.

Havia um contingente significativo de empresas administrando projetos. Multinacionais que traziam para o Brasil sua cultura de relação comunitária participativa e grandes organizações nacionais. O universo que representavam, contudo, não era claramente dimensionado.

Não nos surpreendeu, assim, receber há pouco, trabalho de Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (IPEA), o primeiro do gênero levado a cabo no Brasil. O estudo confirmou que essas nações, cada vez mais, fazem parte da visão estratégica empresarial. Na Região Sudeste, onde estão 445 mil empresas, uma amostragem pesquisou 1752 delas e levantou que 67% realizam algum tipo de ação social. a pesquisa do IPEA, contudo, acrescentou um dado novo: entre as "empresas-cidadãs", 61% têm de 1 a 10 empregados.

Isso nos faz refletir. Fica claro haver um sentimento forte de solidariedade permeando essas ações. E que o sentimento floresce como um brado de "basta!" à omissão, ao descaso e insensibilidade dos que deveriam buscar soluções.

Soluções que proverão da nossa gente com o que é básico: educação, saúde, alimentação, assistência social e até lazer. Soluções para oferecer à população carente vida com dignidade, com qualidade e conforto. Oportunidade para sua inserção social. E o mais importante: não com ações filantrópicas das que "dão o peixe". Mas as que estão ensinando a pescar, a decidir, a optar, a despertar potenciais. Para nossa satisfação, observamos que os conceitos da Responsabilidade Social estão se consolidando entre nossas empresas, sejam micro ou grandes. A Responsabilidade Social não se materializa em atos ou ações. Estes são efeitos e não causa. Acima disto está a postura da empresa e, consequentemente, de seus dirigentes e colaboradores. Na "empresa-cidadã", a conduta ética de seus relacionamentos com seus públicos (clientes, fornecedores, colaboradores internos, autoridades, comunidade e imprensa, entre outros) é a marca de sua Cultura Empresarial. Faz parte de seus hábitos e costumes ser ética, responsável, solidária e participativa. É desta forma que estimulam o debate das questões e provocam relfexão sobre elas. Seus negócios desenvolvem-se em benefício da sociedade, seus produtos e serviços agregam valores sociais. São esses preceitos "socialmente corretos" que, ao fluírem naturalmente para fora de seus muros, permitem vislumbrar as oportunidade de ação efetiva. E são essas empresas que, ao se rebelarem contra as desigualdades sociais, despertam a sociedade para a realidade à sua volta. São essas atitudes que se multiplicam pela força do exemplo que representam. Sensibilizam para o envolvimento do semelhante, motivam de modo incontrolável e desenvolvem a sinergia da "Contaminação Social". E essa contaminação, esperamos, será permanente. Só desta forma o Brasil estará inserido no contexto das nações desenvolvidas, trá condições de expor ao mundo seu potencial e realizar a profecia de sermos o país do futuro.


glm@liviogiosa.com.br - Rua Groenlândia , 78 - Jardins - São Paulo - SP - CEP : 01434-000 - tel/fax : 11 3887-8485